Dilma: que tal “limpar” a súcia incrustada na Agência Nacional da PROPINA?

23/07/2011

Antes de relatar sobre caso típico de “171” do C.P., eu me pergunto se há condições de estancar essa sangria aos cofres públicos, que corrói os intestinos da administração pública federal, que faz perigar a imagem de seriedade e firmeza inerente à presidenta Dilma.

Outra coisa que me chama a atenção é a morosidade dos órgãos responsáveis pela apuração dos crimes contra o erário nacional.  Ou será a corrupção tão entranhada e de tal magnitude que não conseguem dar conta?  Ou serão interesses poderosos e conluio entre altos dirigentes públicos e os da iniciativa privada a obstaculizar o andamento dos processos?

Vamos ao caso:

A revista Época publicou que o Ministério Público e a Polícia Federal têm gravado vídeo de cenas de suposta corrupção praticada por funcionários da Agência Nacional de Petróleo (ANP).  Pelo que vi e ouvi, não há nada de “suposta”!

A pedido de ÉPOCA, a autenticidade do vídeo foi atestada pelo perito Ricardo Molina.

No dizer da revista,  são cenas em que participam três personagens e o script é “um repertório espantoso de ilegalidades, abusos e escracho com a coisa pública”. E mais: trata-se de “corrupção exposta em seu sentido mais puro. Não há nenhum vestígio de decoro. O eventual medo de ser pilhado desaparece e cede lugar ao deboche. Não há diálogo em código ou fraseado evasivo. É tudo dito na lata. Esse descaso pode ser explicado pela impunidade com que a longeva máfia dos combustíveis atua no país.

Neles, dois funcionários-artistas assessores da ANP, ligados ao PC do B, “atuam” neste cenário de teatro transformado em “suposto” esquema de propinas dentro da ANP.  São eles: Antonio José Moreira e Daniel Carvalho de Lima.  São os malandrões a conversar com a advogada Vanusa, a nossa heroína, até prova em contrário.

Segundo a revista, a advogada Vanusa Sampaio, do Rio, que representa companhias do ramo, foi procurada por ambos em maio de 2008 e, sem levantar suspeitas,  gravou diálogos comprometedores em que se ofertava facilidades para processos encalacrados.   Na oportunidade, a dupla declarou que falava em nome do superintende Edson Silva, um ex-deputado federal do PC do B, que comanda a Superintendência de Abastecimento da agência.  Um baiano meio-paradão no dizer dos meliantes.  Ela, a superintendência, comanda e define a venda de cotas de combustíveis, libera e cassa licenças de distribuidores e postos.

No vídeo, dizem que a empresa Petromarte,  cliente da advogada  terá que pagar propina no valor de R$ 40 mil; Silva ficaria com R$ 25 mil e os R$ 15 mil restantes seriam rateados entre os dois. Propuseram à advogada também passar a extorquir outras empresas.

Se você tiver estômago forte, assista aos diálogos travados clicando em http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI251432-15223,00-AGENCIA+NACIONAL+DA+PROPINA+TRECHO.html.

A dúpla-súcia implicou até o ex-dirigente da ANP Roberto  Ardenghy,  diplomata e  professor de Direito Internacional da Universidade Cândido Mendes-Ipanema.  Veja seu curriculum em: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/12747/bg-brasil-tem-novo-gerente-de-relaes-corporativas

O diretor-geral da ANP é Haroldo Lima,  também do PC do B da Bahia. Ele está no comando da agência desde 2005.

Tô achando que um velho amigo velho, ilustre e ilustrado, cura (padre) de paróquia pequena, porém de grande saber e pensar, lá pelos idos de 1975 – tempos da Redentora de 1964 – tinha razão quando afirmava, clamando aos céus referindo-se aos corruptos da época:  “Essa gente, perdeu a vergonha na cara.  Só um banho de sangue para limpar toda a podridão ética e moral que há entre nós”.  E eu filosofava: “Êta padre terrorista!  Como é que pode!  Será que água-benta não resolve?”.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s